fbpx

Leia a embalagem do seu chocolate !

Você é daqueles que compra chocolate pela beleza da embalagem? Claro que nossos olhos são atraídos por coisas bonitas e que se destacam dentre as que estão ao redor, é para isso que serve o design gráfico e o marketing. Mas na hora de escolher um chocolate numa loja cheia de opções, vale a pena ler as informações que estão ali a fim de escolher os produtos que mais se encaixam no seu estilo de vida e na sua alimentação.

O que vale a pena você reparar:

Tipo do chocolate

Ninguém compra chocolate sem ler o tipo, mas vale ressaltar. O tipo de chocolate é se ele é amargo, meio amargo, “dark milk”, ao leite ou branco. E também se ele é puro ou tem recheios/inclusões, como castanhas, frutas, ganaches, etc. Essa informação é a principal para sua escolha, mas não deve ser a única, pois a lista de ingredientes também é importante quando você vai escolher o produto.

Lista de ingredientes

Ela vai te dizer se o que tem ali vem de fonte natural ou artificial, se é de origem animal (caso você seja vegano) ou se tem algum ingrediente orgânico (caso isso importe para você). A lista sempre está em ordem descrescente de quantidade, ou seja, o primeiro ingrediente é o que tem mais. Se você quer evitar excesso de açúcar, por exemplo, escolha aqueles em que ele não é o primeiro ingrediente da lista.

Porcentagem de cacau

Nem sempre é informada nos chocolates industrializados, mas é costume informar isso nas embalagens dos bean to bar, inclusive para os ao leite e brancos. O cacau é o ingrediente mais importante do chocolate e as marcas que se preocupam com a transparência mostram exatamente o que você está comprando.

Validade

Como qualquer alimento, chocolate também tem validade. Ninguém melhor que o fabricante para saber até quando o produto apresenta a sua melhor condição. Chocolates puros geralmente duram mais que chocolates recheados ou com inclusões.

Peso

Vale a pena reparar se você quiser comparar produtos e seus preços. Às vezes a embalagem esconde o tamanho do chocolate, dois produtos de mesmo tamanho de embalagem podem ter pesos diferentes. Na comparação de valores, uma dica é dividir o preço pelo peso, pois assim você compara os valores na mesma base (1 grama).

Selos

Podem aparecer os selos de certificação e de premiação. As certificações podem ser de orgânicos, fair trade ou outras. Os fabricantes obtêm estes selos quando são aprovadas nos diversos requisitos nas auditorias feitas pelas certificadoras.

Os selos de premiação são concedidos apenas aos vencedores das competições. Isso é bom para quem tem pressa de escolher e quer algo já testado e aprovado. Mas quem pode escolher com calma não deve desconsiderar os chocolates sem selos de premiação. A falta de um selo desse tipo não indica, de forma alguma, que o chocolate é ruim, pois ele pode apenas não ter participado de competições. Existem competições que são caras e outras que limitam o número de chocolates por fabricante participante, então as empresas não inscrevem todos os seus produtos. Não dá para saber quem não passou ou não competiu.

Informações obrigatórias

Além de ingredientes e peso, também são obrigatórias as informações nutricionais e de alergênicos no produto e os dados do fabricante.

E o que mais?

Em algumas embalagens você vai encontrar também a história da marca, a origem do cacau e eventualmente até sua safra e variedade (o tipo de cacau).

Pode parecer bobagem, mas quando começamos a ler as embalagens dos alimentos que consumimos, começamos a ter mais consciência do que colocamos nas nossas vidas. Então, use essas informações a seu favor. No caso de compras virtuais, como na Chocolata, as principais informações aparecem também na página do produto.

Texto e fotos Zelia Frangioni, do Chocólatras Online, em 03/2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat